São Paulo | Portal O Guarda

Carregando ...

São Paulo

0 491

Parte do caminhão ficou pendurado em um penhasco; não há feridos

Um caminhão e um carro se envolveram em um acidente na manhã desta segunda-feira (27) na altura do km 75 da Rodovia Fernão Dias, em Mairiporã, na região metropolitana de São Paulo.

O trânsito está bastante lento para quem segue para a cidade de São Paulo.

Segundo o G1, as caixas de leite transportadas pelo caminhão tombaram na pista. Parte do veículo ficou pendurado em um penhasco. O carro capotou.

A Polícia Rodoviária Federal informou que ninguém ficou ferido no acidente.

Notícias ao Minuto

0 619

Mulher foi chamada ao local para uma conversa devido ao mau comportamento do aluno; docente registrou boletim de ocorrência e caso será investigado

Câmera de segurança instalada nas dependências da escola estadual Jardim Rossin em Campinas, no interior de São Paulo, registrou as cenas de agressão de uma mãe e seu filho adolescente, aluno da instituição, à vice-diretora. A mãe foi chamada ao local para uma conversa sobre o mau comportamento do jovem, que havia se negado a realizar uma tarefa escolar e, repreendido, mostrou seu órgão genital para a vice-diretora.

No vídeo é possível ver a mulher carregando um bebê e conversando com a docente na porta de uma sala, com o menino um pouco mais afastado. Na sequência, ele também se aproxima delas, sem se envolver a princípio. A mulher então entrega o bebê para o filho e passa a se dirigir para alguém que não é possível ver dentro da sala, com a vice-diretora em seu entorno.

A docente faz algum comentário e a reação imediata da mãe é agredi-la, provocando uma confusão, que atrai outras pessoas para a cena. É possível ver os dois, a mulher e o filho, desferindo socos e chutes contra a professora, que cai, antes da confusão ser apartada.A Diretoria Regional de Ensino de Campinas afirmou, em nota, que “lamenta profundamente a conduta da mãe do aluno e do adolescente” e que a professoraregistrou boletim de ocorrência a respeito do acontecido, agora sob investigação da polícia. A administração regional apontou também que “presta todo o apoio à docente e a escola mantém medidas pedagógicas e educacionais para que casos assim sejam evitados”

 Fonte: Veja

0 7423

“Acabei de pegar essa vagabunda com o meu marido. Ex-marido a partir de hoje”, escreveu a mulher traída

Moradores do bairro Bolsão 9, em Cubatão (SP), presenciaram uma cena incomum na última sexta-feira (13).

Indignada com a traição do marido, uma mulher agrediu, cortou o cabelo e arrastou a amante nua pelas ruas do bairro.

“Vou mostrar como faz com as talaricas de homem casado. Acabei de pegar essa vagabunda com o meu marido. Ex-marido a partir de hoje”, escreveu a mulher traída.

Em outro trecho da postagem, a mulher disse ainda que agrediu o marido, mas que ele acabou fugindo, informou o G1.

“Dei uns ‘pau’ nele (sic). Ele correu e a vadia ficou. Dei uns tapinhas de leve nela”, acrescenta a mulher, que também afirmou ter cortado o cabelo da vítima e desfilado com ela pelada pelas ruas do bairro com o objetivo de mostrar autoridade.

Apesar das agressões, os policiais informaram que a mulher agredida não foi localizada e também não formalizou um boletim de ocorrência.

0 555

Comunicado que circula entre policiais diz que facção se arma para ataques na terça-feira

Um alerta que tem se disseminado entre policiais civis e militares informa que a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) está se preparando para fazer ataques em série em diversas localidades de São Paulo na proxima terça, 17 de janeiro. As informações foram repassadas por meio de uma mensagem oficial direcionada aos agentes pelo Centro de Inteligência Policial de Araraquara. O órgão é um departamento da Polícia Civil paulista.

Diz o documento encaminhado para todas as unidades policiais: “Para conhecimento e demais providências, informo que chegou ao conhecimento deste Centro de Inteligência que comunicado entre os membros do PCC dão (sic) conta de que armas de fogo foram distribuídas aos integrantes da facção para possíveis ataques. Consta que no próximo dia 17 de janeiro o comando do PCC irá ordenar aos executores o tipo de ataque e o local onde cada um terá que agir”. A reportagem confirmou a veracidade do ofício com cinco policiais que pediram para não ter seus nomes divulgados.

De acordo com essas fontes, a razão dos ataques seria a possível transferência de 12 lideranças do PCC para presídios federais ou pela extensão dos prazos de permanência delas na penitenciária de Presidente Bernardes, onde prevalece o cumprimento do Regime Disciplinar Diferenciado (RDD). Esse tipo de punição tem o prazo máximo de 60 dias e é dado a detentos que cometeram penas graves nas prisões, como ordenaram a prática de crimes mesmo estando presos. Parte desses líderes, inclusive o principal deles, Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, está cumprindo sua pena nele desde dezembro e, em princípio, seria transferido para outro presídio em fevereiro. O Governo do Estado, porém, estuda maneiras de prorrogar as punições a essas lideranças.

A mudança para esse regime mais rígido ocorreu por conta da suspeita do envolvimento da Camacho e de outras lideranças em um esquema desbaratado pela Operação Ethos. Essa investigação prendeu 32 advogados, em novembro do ano passado, suspeitos de receber dinheiro para favorecer lideranças da facção criminosa.

Um sexto policial ouvido pelo EL PAÍS, com trânsito na Delegacia-Geral da Polícia, afirmou que a mensagem enviada pela seção de Araraquara era verdadeira, que foi obtida em uma investigação inicial envolvendo detentos, mas que, até agora, nenhum indício mostra que a facção está distribuindo armas ou se articulando para cometer crimes. De qualquer forma, ele ressaltou que todos os órgãos de segurança estão de prontidão e que as apurações continuam.

Procurada, a Secretaria da Segurança Pública da gestão Geraldo Alckmin (PSDB) não confirmou nem negou a veracidade do documento. Disse apenas que “desconhece qualquer ameaça concreta de ataques de organizações criminosas”. Já a Secretaria da Administração Penitenciária, negou-se a informar, por exemplo, se era contra ou a favor à remoção de presos paulistas para presídios federais.

Histórico sangrento

Há quase onze anos, em maio de 2006, São Paulo viveu um de seus momentos mais trágicos. Uma série de ataques orquestrados pelo PCC, tiveram uma dura retaliação da polícia paulista e resultaram na morte de 564 pessoas em um período de 14 dias – nesta conta incluem suspeitos de envolvimento com a facção, policiais e outros agentes de segurança, além de cidadãos que não tinham nenhuma relação com qualquer crime.

Oficialmente, na época, o discurso era de que os ataques aconteceram em decorrência da transferência de líderes do PCC, para um regime mais rígido, o RDD. Estudiosos da Universidade de Harvard, contudo, concluíram em 2011 que essa afirmação era apenas uma meia verdade. Em um extenso e bem documentado relatório, denominado “São Paulo sob achaque”, concluíram que a atuação dos criminosos do PCC aconteceu por conta de uma série de tentativas de policiais achacarem os chefes do grupo. O caso mais emblemático foi quando sequestraram um sobrinho de Camacho e só o libertaram após o pagamento de 300.000 reais como resgate.

Com informações de María Martín, do Rio de Janeiro.

0 2230

Um grave acidente envolvendo um veículo da comitiva do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na manha  desta segunda-feira, deixou dois mortos e um ferido com gravidade na cidade de Assis, interior de São Paulo. O acidente envolveu o motorista Lourenir Luciano Carneiro, que teve um infarto quando dirigia um Meriva que fazia parte da equipe de suporte da segurança de Lula, na viagem entre o aeroporto de Assis e a subestação onde  que dirigia o carro ocupado por oficiais do Exército, morreu durante o deslocamento da comitiva de Lula, na altura do KM 442,da Rodovia Raposo Tavares. O Meriva ficou descontrolado e chocou-se com violência contra uma barranco na beira da estrada. O sargento do Exército Everaldo Bastos Rodrigues também morreu no local. Já o tenente do Exército Vladenir do Nascimento ficou gravemente ferido, e está internado num hospital da região de Assis.

Ao final do discurso que fazia o presidente Lula foi informado do acidente que matou os seguranças e lamentou o ocorrido. Disse que depois de falar tantas coisas boas, tinha que dar uma notícia triste.

– Nem tudo acontece como a gente gostaria que fosse –

(Via agencia de noticia)

0 178

O Centro de Gerenciamento de Emergências também registrou, até as 19h30, treze pontos de alagamento na cidade. No horário, o único ponto intransitável estava na Avenida das Nações Unidas, no sentido Castello, na altura da Avenida João Dias, na Zona Sul.

Também houve alagamento, porém transitável, nas imediações do Estádio do Morumbi, onde o São Paulo joga na noite desta quarta-feira (16) pela Copa Sulamericana.

Nas imediações do estádio do Morumbi, ponto de alagamento complica deslocamento de quem se desloca para acompanhar jogo do São Paulo  (Foto: J. F. Diorio/Estadão Conteúdo)Nas imediações do estádio do Morumbi, ponto de alagamento complica deslocamento de quem se desloca para acompanhar jogo do São Paulo (Foto: J. F. Diorio/Estadão Conteúdo)

Metrô
Por causa da chuva, quatro linhas do Metrô operavam com velocidade reduzida no início da noite desta quarta-feira.
– Linha 1 – Azul: velocidade reduzida entre as estações Tiradentes e Tucuruvi
– Linha 2 – Verde: velocidade reduzida entre as estações Vila Prudente e Chácara Klabin
– Linha 3 – Vermelha: velocidade reduzida entre as estações Corinthians-Itaquera e Palmeiras Barra Funda
– Linha 5 – Lilás: velocidade reduzida entre as estações Capão Redondo e Largo Treze

Aeroportos
O Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul, ficou fechado para pousos e decolagens por cerca de 30 minutos por causa da chuva forte, mas reabiu às 16h24, segundo a Infraero. Já o Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, não teve a operação afetada por causa do tempo instável.

Chuva vai continuar
Segundo os meteorologistas do CGE, nas próximas horas a tendência é de que as chuvas persistam, se deslocando em direção ao ABC paulista, mas ainda devem atingir outros bairros da capital. O tempo fica instável por causa de áreas de instabilidade que se deslocam do interior em direção à faixa leste do estado e que ganham força por conta do avanço de uma frente fria pelo Oceano Atlântico.

Recorde de chuva
Na terça-feira (25), a cidade de São Paulo registrou o maior volume de chuva desde abril. A informação é do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O temporal deixou a capital em atenção por duas horas, afetou a circulação de trens do Metrô e causou filas no trânsito.

A chuva atingiu com intensidade na terça-feira as represas que abastecem a Grande São Paulo. Nos seis grandes sistemas geridos pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), choveu 237,8 milímetros no total, o que elevou o nível dos reservatórios de quatro deles: Alto Tietê, Guarapiranga, Alto Cotia e Rio Grande.

Queda de água causada pela chuva na região da Avenida Rubem Berta, na zona sul de São Paulo (SP), próximo ao viaduto com a AACD, nesta quarta-feira (26). (Foto: Renato S. Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo)Queda de água causada pela chuva na região da Avenida Rubem Berta, na zona sul de São Paulo (SP), próximo ao viaduto com a AACD, nesta quarta-feira (26). (Foto: Renato S. Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo)

SP - CHUVA/SP - GERAL - Nuvens escuras e carregadas vistas sob a zona sul de São Paulo antes da chuva que atingiu a cidade na tarde desta quarta-feira 26/11/2014 (Foto: Alex Silva/Estadão Conteúdo)Nuvens escuras e carregadas vistas sob a zona sul de São Paulo antes da chuva que atingiu a cidade na tarde desta quarta-feira 26/11/2014 (Foto: Alex Silva/Estadão Conteúdo)
Cidade de São Paulo volta a entrar em estado de atenção para alagamentos por causa da chuva (Foto: Renato S. Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo)Cidade de São Paulo volta a entrar em estado de atenção para alagamentos por causa da chuva (Foto: Renato S. Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo)

Chuva forte atingiu o Centro de São Paulo (Foto: Sttela Vasco/G1)Chuva forte atingiu o Centro de São Paulo (Foto: Sttela Vasco/G1)

 

POSTS ALEATÓRIOS

0 208
Hoje em dia, as mulheres não têm paciência nem tempo para ir constantemente ao salão de beleza. Portanto, as técnicas de beleza e cuidados...

%d blogueiros gostam disto: