Na tarde dessa quarta- feira dia 10/10/2018, as associações de moradores e de pescadores da ilha de Itaoca em São Gonçalo, através de seus presidentes Eliude Castro da Silva. (AMAII) e Edmar de Azevedo Santos. (APESCASIRILUZ), assinaram um acordo de cooperação, intercambio cientifico e tecnológico, de parcerias entre as instituições e o Instituto Federal de Educação, Ciência e tecnologia do rio de janeiro ( IFRJ) campus de São Gonçalo, através do diretor geral, Prof. Tiago Giannerini da Costa e as Profs. Patrícia e Ângela Maria Bittencourt Fernandes de Silva. Parceria esta, que prevê a execução de atividades de ensino, pesquisas, extensões tecnológicas e desenvolvimento técnico- cientifico. Além de um amplo estudo sobre as abelhas e plantas nativas da região, a IFRJ estará Investindo na área de cursos técnicos e de artesanato para a comunidade usando o mel produzido pelas abelhas e as erva da região, devidamente catalogadas e estudadas, trazendo assim qualificação profissional, geração de renda e turismo.

Histórico

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro –  IFRJ – foi criado de acordo com a Lei 11.892, de 29 de dezembro de 2008, mediante a transformação do Centro Federal de Educação Tecnológica de Química de Nilópolis (CEFET Química de Nilópolis-RJ), seguida da integração do Colégio Agrícola Nilo Peçanha, até então vinculado à Universidade Federal Fluminense.

O IFRJ tem, na sua trajetória, atuado na formação de jovens e adultos trabalhadores comprometidos com o desenvolvimento sustentável, amparado nos princípios da ética e da cidadania. Nossa perspectiva de uma educação inclusiva tenta resgatar o direito ao conhecimento e à formação profissional de cidadãos, principalmente daqueles historicamente marginalizados, a quem sempre foi negado o direito de participação e intervenção consciente nos grandes temas que norteiam a vida de uma sociedade. Um processo histórico de espoliação e negação dos princípios básicos de cidadania. O direito ao conhecimento, que foi negado a amplas camadas de nosso povo, tem provocado distorções tão gritantes em nossa sociedade, que somente uma intervenção planejada e amparada nos princípios da politecnia poderá resgatá-lo, e assim dar início a um novo processo de formação de trabalhadores livres, críticos, conscientes e sujeitos das transformações de que nosso país necessita. Tendo o trabalho como agente educativo, a histórica relação de nossa Instituição com o mundo do trabalho, associada a um modelo democrático de gestão que vimos implementando, credencia-nos para novos desafios.

Esse novo modelo, no qual se baseia a construção dos Institutos Federais, resgata o compromisso de socialização do conhecimento científico e tecnológico, disponibilizando todo seu aparato cultural e tecnológico à sociedade. O IFRJ se constitui em polo de conhecimento, promovendo atividades culturais nas suas diversas expressões, como nas artes, nos esportes, nas ciências e nas novas tecnologias. Ele atua fortemente no apoio ao desenvolvimento regional, contribuindo assim com o próprio desenvolvimento nacional, com forte atenção às novas tendências do mundo produtivo e aos arranjos locais e nacionais, desenvolvendo pesquisa em novos processos e produtos, na formação de novos educadores, envolvendo sua comunidade interna e atraindo a comunidade externa para somar forças nessa grande tarefa de promover o desenvolvimento humano na sua plenitude.

Visão e Missão

Missão

Promover a formação profissional e humana, por meio de uma educação inclusiva e de qualidade, contribuindo para o desenvolvimento do país nos campos educacional, científico, tecnológico, ambiental, econômico, social e cultural.

Visão

O IFRJ se consolidará como instituição de referência em educação profissional, científica e tecnológica, integrando as ações de ensino, pesquisa e extensão, com ênfase na disseminação da cultura inovadora e em consonância com as demandas da sociedade.

                Campus São Gonçalo

Localizado no bairro de Neves, no município de São Gonçalo, o Campus São Gonçalo do IFRJ foi inaugurado oficialmente em fevereiro de 2010.

Com cursos técnicos (integrados e subsequentes), pós-graduação e extensão, hoje o Campus conta com mais de 500 alunos (cursos técnicos, de extensão, 
Pós-graduação, PRONATEC e Mulheres Mil), além de mais de 100 servidores.

A história do campus começa em 2006, com a criação da Unidade São Gonçalo do CEFET Química, atualmente IFRJ.
Em agosto de 2008, foi concedida a cessão de duas salas de aula e uma sala administrativa na Escola Municipal Ernani Farias. Em 1º de setembro daquele ano, o Curso Técnico de Segurança do Trabalho começa oficialmente, com duas turmas noturnas. Ao final de 2009, ocorreu a transferência para o CIEP 436 Neusa Brizola, no bairro Neves, onde se encontra a atual unidade do Campus.

O Campus terá a integração do atual prédio com o CIEP Chanceler Willy Brandt, aumentando sua área de metros quadrados, oferecendo maior comodidade aos alunos e funcionários.

O Campus São Gonçalo do IFRJ foi inaugurado no dia 1º de fevereiro de 2010, pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em cerimônia ocorrida em Brasília, tendo a professora Ângela Coutinho, representante da Direção-Geral.

Os cursos oferecidos no Campus são: Técnico Integrado em Química, Técnico em Segurança do Trabalho (Concomitante e PRONATEC), curso de Extensão Brasil-África e curso de Especialização Lato Sensu em Ensino de Histórias e Culturas Africanas e Afro-brasileira.

Eliude Castro

 

sem comentários

Deixe uma resposta